sexta-feira, 28 de março de 2008

Fitna, finalmente

Foi lançado ontem na Internet o muito aguardado documentário do político holandês Geert Wilders sobre o carácter intrinsecamente violento do islão. O filme chama-se Fitna, uma palavra árabe de impossível tradução que quer dizer, entre outras coisas, "discórdia". Ainda não havia uma só imagem do filme conhecida e já a Al-Qaeda tinha posto a cabeça de Wilders a prémio e muitos muçulmanos por todo o mundo queimavam bandeiras da Holanda... O próprio governo holandês tentou censurar o filme, em vão. O filme está também guardado no site WikiLeaks, além do próprio LiveLeak, onde foi oficialmente publicado, já que parece que o YouTube e outros serviços têm feito todos os possíveis por censurá-lo. É triste quando chegamos a este ponto de auto-censura...

O filme dura apenas 16 minutos e é de visionamento obrigatório! Está legendado em Inglês. Ei-lo:

Adenda, 29-03-2008: A LiveLeak retirou o vídeo porque os seus funcionários foram ameaçados de morte. Nada que nos espante. O vídeo está no Google Video e é dessa fonte que se reproduz o vídeo aqui em baixo (antes era do sítio original, a LiveLeak). Esperemos que a Google não ceda a chantagens. Se ceder, a liberdade de expressão terá acabado na prática e a barbárie terá vencido. A Wikipedia é o melhor sítio que conheço para seguir a história. A discussão sobre a página é de acompanhar também.


2 comentário(s):

Perséfone disse...

Olá!

Infelizmente o filme foi retirado do Liveleak pois os funcionários do site estavam sendo seriamente ameaçados, agora só há um comunicado oficial sobre o assunto.

Todavia, está disponível, por enquanto, no youtube (em duas partes): parte 1 - http://fr.youtube.com/watch?v=9P6Upxmm890 e parte 2 - http://fr.youtube.com/watch?v=T8azt0b-HGY

LPedroMachado disse...

Que merda.. Obrigado pelo aviso. Belo nome.. :)